LENTES DE CONTATO

Esporte, mudança de visual ou apenas a vontade de dar um descanso aos óculos, de vez em quando, seja como for, o médico que avaliará as condições do paciente para o uso de lentes de contato é o oftalmologista. Comprar lentes de contato sem ter passado em consulta previamente com o especialista não é recomendado.

Algumas pessoas têm contraindicação para o uso delas devido a doenças oculares, condições alérgicas e outros problemas de saúde, por isso a avaliação deste profissional é imprescindível.

Com a resposta positiva, vêm os exames específicos. O exame de refração (o grau das lentes), a avaliação da córnea com exame biomicroscópico e exames complementares, como a ceratometria, topografia da córnea, PENTACAM e a microscopia especular de córnea.

Definido o tipo de lentes de contato, parte-se para o teste de adaptação, realizado pelo oftalmologista em conjunto com um contatólogo, o profissional especializado em lentes de contato. A colocação inicial das lentes nos olhos do paciente é feita por um deles.

Passados aproximadamente 20 minutos, período necessário para que as lentes sejam ajustadas e estabilizadas nos olhos, o paciente é avaliado pelo oftalmologista, que mede a acuidade visual - ou seja, se ele está enxergando bem - e faz um exame biomicroscópico.

Após a avaliação, o paciente é encaminhado para a retirada das lentes e recebe um treinamento para a colocação e a retirada delas, além de orientações de uso e limpeza. Também é comum fazer uma consulta de retorno após o período de uso das lentes de contato, para checar se a adaptação correu bem.

Pequenas dificuldades iniciais possíveis

As lentes de contato são consideradas um corpo estranho no sistema ocular, colocadas sobre as córneas e por dentro das pálpebras. Por isso, é normal que pequenas dificuldades surjam no começo do uso.

No início, o paciente pode ter dificuldade para manipulação, colocação e retirada das lentes, o que melhora rapidamente com a prática, ainda é comum a percepção das lentes nos olhos, ou seja, a sensação de que há algo nos olhos. Não é nada doloroso, apenas um leve desconforto que passa rapidamente também.

Rotina de limpeza das lentes de contato

A rotina de limpeza começa com a lavagem das mãos: é importantíssimo que elas, e também as unhas, estejam sempre limpas e secas antes da manipulação das lentes de contato, de qualquer tipo.

As lentes de contato de troca programada devem ser higienizadas diariamente para preservar sua integridade e prevenir irritações nos olhos. Para higienizar as lentes, é necessário utilizar um produto adequado, como as soluções multipropósito ou produtos à base de peróxido de hidrogênio. O oftalmologista indicará a melhor opção para seu caso.

Ao serem colocadas nos olhos, as lentes só precisam ser enxaguadas com a solução multipropósito. A limpeza maior é feita na retirada delas: neste momento, cada uma deve ser friccionada delicadamente com a ponta do dedo sobre a palma da mão, com um pouco de solução de limpeza, para remover os resíduos de gordura que se acumularam nos olhos ao longo do dia. Após a fricção, elas são colocadas de volta ao estojo e mergulhadas na mesma solução.

MONTAMOS NOSSA INFRAESTRUTURA COM TODO O CARINHO PARA ATENDERMOS DA MELHOR FORMA POSSIVEL NOSSO PACIENTE, DE MANEIRA HUMANIZADA, PROFISSIONAL E ÉTICA.

Montamos nossa infraestrutura com todo o carinho para atendermos da melhor forma possível nosso paciente, de maneira humanizada, profissional e ética.

saudecaixa
postalsaude
unimed
liv
red-med
ceming-saude
ipsm
premium-saude

© COPYRIGHT 2021 - CSO Hospital de Olhos - Todos os direitos reservados

Responsável Técnico: Dr. Fernando Borges Marquez de Andrade- CRM-MG: 53.880 / RQE: 43054

Desenvolvido por WTA3 Marketing Digital Médico em parceria com agencia-realiza7